Os dispositivos não são iguais

Dispositivos de libertação hormonal e de cobre são similares com mecanismo de ação diferente:

O dispositivo hormonal Mirena® Dispositivo de cobre
Como atuam os dispositivos? O levonorgestrel é libertado diretamente na cavidade uterina; o muco cervical torna-se mais espesso; o endométrio transforma- numa camada cada vez mais fina; a mobilidade e a vitalidade do esperma são alteradas. Os dispositivos de cobre alteram a mobilidade dos espermatozóides.
Como avaliar a segurança dos dispositivos? Numa amostra da população de 1000 mulheres por ano, que utilizam os dispositivos intra-uterinos (Mirena), 2 podem engravidar; Numa amostra da população de 1000 mulheres por ano, que utilizam dispositivos intra-uterinos de cobre, 6 a 8 mulheres podem engravidar.
Como é que se revela a tolerância dos dispositivos? As perdas menstruais tornam-se ligeiras e pouco dolorosas; podem ocorrer perdas escassas (spotting); proteção em relação às infeções. Perdas menstruais abundantes e prolongadas; sem proteção para as infeções.
Quanto custam os dispositivos? Depende do sistema de saúde que existe no seu país. O Mirena custa 150 euros e os honorários médicos para a respetiva aplicação Poupanças na higiene íntima feminina Depende do sistema de saúde do seu país, o dispositivo de cobre pode custar entre 10 a 20 euros mais os honorários médicos da aplicação.

Aumento das despesas com a higiene íntima.

Quanto tempo dura a ação dos dispositivos intra-uterinos? 5 anos 5 anos